– O lado vermelho dos doces e frágeis Smurfs

Os Smurfs (Estrumpfes, ou Les Schtroumpfs em francês) foram criados em 1958, pelo belga Pierre Culliford, conhecido como Peyo. Eles eram apenas coadjuvantes de uma das história de quadrinhos, do Le Journal de Spirou, da Bélgica. Tratava de aventuras da Idade Média de um cavaleiro chamado Johan e de seu escudeiro anão Peewit , até que um dia eles encontraram os Smurfs. Eram criaturinhas azuis, semelhantes a duendes, que tinham estatura comparada a 3 maçãs empilhadas. A partir de 1959 passaram a ter sua própria série de quadrinhos, fazendo mais sucesso que seus antecessores. 

Pierre Culliford, Peyo.

Pierre Culliford, Peyo.

No começo nem tinham nome, e num almoço com seu amigo cartunista, André Franquin, esqueceu momenteneamente o nome “sal”, e para pedi-lo, Peyo brincou : – Passe o  “schtroumpf”, em francês,  e o amigo respondeu –  “estou schtroumpfando o schtroumpf para você”.  Aí nasceu o nome smurf e  a idéia de sua língua própria (é mais fácil falar smurfês que a língua do pê).  A cor azul foi idéia de sua mulher. Eles queriam uma cor que representasse a natureza. Hoje a empresa que administra os direitos autorais dos Smurfs, na Bélgica, é dirigida por sua filha. 

Obs – Segundo a Wikipedia, o verbo “smurfing” virou sinônimo para a ação de deixar alguém “com uma música na cabeça”, pela repetição dos versos. 

Apesar de ter alguns curtas de animação em preto e branco na década de 60, somente em 1981 foram trazidos para a televisão por Fred Silverman, diretor da NBC Network, nos EUA, e depois Hanna-Barbera transformou os Smurfs em uma série de desenho animado.  Rapidamente se transformaram num clássico dos desenhos infantis no mundo, reinando absoluto no mundo infantil. (421 episódios produzidos,  muitos prêmios Emmy faturados e inspirou outro desenho: os Snorks). No Brasil, na década de 80 eram retransmitidos pela Rede Globo,  no balão Magico e no Show da Xuxa. 

 “Os Smurfs”  inspiraram mais de 3 mil produtos como bonecos, jogos, parques temáticos, alimentos e discos, e venderam mais de 25 milhões de livros traduzidos para 25 idiomas. 

Em comemoração aos 50 anos dos Smurfs em 2008, eles ganharam da Bélgica  uma série de moedas de 5 euros com uma figura de smurf, uma série de selo comemorativo e  uma exposição em Bruxelas, “Lar dos Smurfs”.  Teve também o  lançamento de um novo livro,  refletindo algumas mudanças do mundo, como a valorização da mulher . Além disso, foram espalhados milhares de estatuetas de smurf  por 20 cidades de 14 países da Europa, deixadas em lugares inusitados como ponto de ônibus , filas do correio,  escolas, etc, pela empresa International Merchandising, Promotion & Services (IMPS), empresa belga que administra os direitos autorais dos Smurfs. A Bélgica já comemora o “Dia Feliz Smurf “ todos os anos. 

Além de tudo isso, o projeto mais importante para “Os Smurfs” é um longa de animação 3D, com intenção de que seja uma trilogia.  Está sendo gravado pela  Sony Pictures, em Nova York . No elenco Neil Patrick Harris,  Hank Azaria, Katy Perry e Alan Cumming, entre outros. O longa é dirigido por Raja Gosnell (Nunca Fui Beijada, Scooby-Doo e Scooby Doo 2) , e O roteiro de J. David Stem e David N. Weiss, dupla de Shrek 2 e 3. Estréia prevista para agosto de 2011, no 53 aniversário dos personagens. 

Hank Azaria

Hank Azaria

Em ‘Smurfs – O Filme‘, o mago Gargamel persegue os smurfs, que deixam a floresta por meio de uma feitiçaria e acabam parando no Central Park, em Nova York.

Os smurfs, apesar de serem em maior numero,  são como os 7 anões da Branca de Neve, cada um tem sua característica especifica de personalidade, como  Robusto, Preguiça, Gênio (sempre grandes idéias pra fugir de Gargamel), Desastrado, Apaixonado (adivinhe por quem?) , Pintor, Brincalhão (com seus presentes explosivos)  Poeta, Resmungão, Harmonia (o mais desafinado de todos) , etc.   

A única personagem feminina na maioria dos episódios, a Smurfete, (Estrumpfina) foi criada por Gargamel para ser usada de isca, mas passou para o lado dos smurfs numa mágica do Papai Smurf, que a transformou na mais charmosa e adorada de toda a Vila (na Vila só entra quem for convidado). Agora já aparecem mais figuras femininas tanto no livro quanto no filme. (Smurfete é até um dos personagem da excelente peça de teatro no Brasil – Cada um com seus  “pobremas” de Marcelo Médice). 

Gargamel (Gasganete) é um feiticeiro e alquimista perverso que persegue os smurfs , no inicio para devorá-los, depois descobriu uma fórmula que com  6 deles consegue obter ouro, mas depois de tantas falhas, a simples vingança já é motivo suficiente.   

 Eles são governados pelo grande Smurf ,  ou Papai Smurf (Estrumpfe), que tem um barrete vermelho. Papai smurf tem 550 anos, enquanto os smurfs tem aproximadamente 100. 

TEORIAS CONSPIRATÓRIAS 

Smurfs  para adultos – Alguns paranóicos que já passaram da fase de ficar assistindo desenho animado, vêem o desenho não com olhos tão inocentes……. 

 O desenho foi publicado pela primeira vez no auge da Guerra Fria, quando a decadência do regime soviético ainda não era iminente, e alguns comentaristas políticos nos anos 80 o viam como uma propaganda comunista. Muitos estudos tratam do “comunismo azul” reinante na Vila, e não faltaram argumentos tentando comprovar o caráter marxista da obra . 

De acordo com a teoria, a comunidade divide fraternamente tudo o que produz, não há propriedade privada na Vila, não dão valor ao dinheiro, (nem tem moeda), a terra e os instrumentos são de todos, não há classes sociais, eles são iguais, a despeito da atividade que desempenham ou de suas habilidades intelectuais e vestem o mesmo tipo de roupa (calça e touca branca), exceto o seu líder. Ele veste as mesmas peças, mas na cor vermelha.  Seus inimigos, (opositores)  o vilão ganancioso Gargamel e Cruel, o gato, representam o imperialismo, alegoria ao EUA.  A vontade de dominar os “mais frágeis”, e transformá-los em ouro seria uma clara alusão a coisificação das pessoas, inerente ao capitalismo.  A palavra S.M.U.R.F. = Socialist Men Under Red Father/ Homens Socialistas sob o comando do “Papai Vermelho”.   

Há pessoas que levam essa “semelhança” tão a sério que chegam a afirmar que o desenho é uma criação do governo soviético, na intenção de infiltrar seus ideais no seio da sociedade americana antes de invadir os EUA. Dão graças a Deus, inclusive, pela criação dos Comandos em Ação…  Dizem até que  se Lênin tivesse imaginado o poder de propaganda desses personagens, teria incluído mais um “S” na sigla da União Soviética: URSSS – União das Repúblicas Socialistas Soviéticas dos Smurfs! 

O delírio nao para por ai, associam o Papai Smurf à Karl Marx, de farta barba branca e vestido de vermelho, (talvez  seja inspirado no Papai Noel?).  Quando  perceberam a falta de Padre Smurf e de igrejas na Vila (ou sinagogas ou mesquitas, etc),  concluiram que assim como os marxistas, os smurfs são ateus, só acreditam na força da natureza.  O Gênio à Trotsky, ja que sua sabedoria se assemelha a de Papai Smurf, e frequentemente ele é ridicularizado e ejetado da Vila. Trotsky foi banido da União Sovietica em 1929. A comparação continua, associam o Bebê Smurf ao Che Guevara, pois ele é um “ deslize” do papai Smurf com a Smurfette (criada por Gargamel para seduzir os Smurfs),  ou seja, resultado da união entre o socialismo e o capitalismo. 

Ainda tem a versão de outros paranóicos de plantão, aqueles que falam que o Batman e Robin são gays, a mulher maravilha é lésbica, Olivia anoréxica-bulímica, o Popeye viciado a serviço da marinha, o Salsicha maconheiro, etc.. Segundo eles,  Gargamel seria um viciado em LSD e chá de cogumelo (os Smurfs moram em cogumelos) que, em seus delírios, vê homenzinhos azuis.   Os Smurfs vivem em uma comunidade gay,  só existiam homens até que Gargamel em maior exemplo de seu delírio é que ele mesmo “conseguiu criar um Smurf” (a Smurfete), mas, em vez de criar outros e usá-los para seus fins, prefere mandar a criatura embora para descobrir onde estão aqueles que nunca consegue capturar… Por fim, Gargamel é ainda sádico, pois adora abusar fisicamente e psicologicamente de seu gato, Cruel. 

Acha que acabou? Outra teoria diz que a série, é uma propaganda do regime nazista e os Smurfs, pertencentes à Ku-Klux-Klan.  As evidências são quase delirantes: primeiro, o Papai Smurf e o Grande Dragão, forma pela qual os líderes da KKK são conhecidos: ambos usam um chapéu pontiagudo vermelho e seus seguidores usam chapéus pontiagudos brancos, e existem inúmeros episódios em que os pequeninos seres azuis dançam em torno de fogueiras, a exemplo dos membros da Klan.  Gargamel representaria os Judeus, com nariz grande, pele clara,  muito dinheiro e roupa preta. A Smurfete seria o arquétipo de beleza ariana, com os longos cabelos loiros. E para completar o aspecto racista do desenho, os Smurfs, sempre azuis, ficam pretos quando se tornam malvados. Tem  ainda os tratados sobre a vida sexual da Smurfette, que fervilham na Internet……haja imaginação!!!

Conclusão: Tudo que se faz sucesso, se ouve criticas!  Esqueça as conspirações e essas elucubrações mentais. Tive a grande oportunidade de ver um trecho Filme que ainda esta em finalização gráfica nos studios de New York. Para quem ainda gosta de curtir os Smurfs, possui um  olhar infantil e um lado criança dentro de si mesmo, ele esta simplesmente uma D E L I C I A.

Recorde de 3000 estudantes vestidos de smurf num unico lugar

Recorde de 3000 estudantes vestidos de smurf num unico lugar

Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comments

  • Larissa g.f  On 24 de September de 2010 at 6:09 PM

    Ameia a postagem.Eu tenho 12 anoos e adoro os smurfs,não são dá minha época,mais eu tenho tudo gravado.E acho muuuito legal*-*

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: